Anuscopia

Uma anuscopia é um exame que permite avaliar diretamente o ânus, o canal anal e a ampola retal. Para isso é usado um instrumento rígido com a extremidade biselada, com cerca de 7 cm de comprimento e 2 cm de diâmetro, e uma fonte de luz, designado anuscópio.

A anuscopia é realizada com o doente apoiado sobre os joelhos e o peito ou deitado sobre o lado esquerdo com as pernas fletidas. Alternativamente, existem mesas específicas para realizar este exame. O anuscópio é lubrificado e, depois de realizado um toque retal, é inserido através do ânus até ao reto permitindo realizar uma observação detalhada do interior destas estruturas. Caso seja necessário poderão ser colhidas amostras de tecido (biopsia). Quando o exame está terminado, o anuscópio é retirado lentamente. Em regra este exame é bem tolerado; poderá ser percetível uma sensação de pressão ou necessidade de defecação induzida pelo anuscópio.

Em regra, este exame é realizado para avaliação e diagnóstico de causas de dor, inflamação ou infeção anal ou perianal, hemorroidas, prolapso retal, fissuras anais, fístulas anais, abcessos perianais, condilomas e cancro retal.

A anuscopia geralmente não carece de qualquer preparação prévia. Em algumas situações o médico pode sugerir a realização de um enema de limpeza prévio.

A anuscopia é em exame simples, que em geral não está associado a riscos ou complicações. Poderá persistir uma sensação de dor associada à introdução do anuscópio, mas que desaparece rapidamente. Mais raramente pode ocorrer uma hemorragia retal.