Voltar

Desabituação tabágica

Desabituação tabágica

Parar de fumar apresenta benefícios de vária ordem aos níveis físico, psicológico e socioeconómico. As vantagens para a saúde decorrentes da cessação tabágica iniciam-se quase de imediato após o consumo do último cigarro e manifestam-se ao longo dos anos.

Os efeitos do consumo de tabaco são a principal causa de morte evitável, não só para o fumador, mas também para os não fumadores expostos ao fumo.

De acordo com estimativas da Organização Mundial de Saúde, cerca de cinco milhões de pessoas morrem anualmente, em todo o Mundo, em consequência do tabagismo.

Por cada cigarro fumado perdem-se, em média, oito minutos de vida. Assim, no total, um homem fumador arrisca perder cerca de 13 anos de vida, enquanto uma mulher perde cerca de 15 anos de vida.

Parar de fumar tem, com efeito, benefícios de vária ordem, nomeadamente a nível físico (aumento do paladar e do olfato, diminuição do risco de doença), psicológico (melhoria da autoestima, reforçando as competências do indivíduo) e socioeconómico (melhoria do orçamento familiar e da aceitação social).

As vantagens para a saúde decorrentes da cessação tabágica iniciam-se quase de imediato após o consumo do último cigarro e manifestam-se ao longo dos anos, tal como se exemplifica:

  • 20 minutos depois, a frequência cardíaca diminui;
  • Duas semanas a três meses depois, o risco de enfarte de miocárdio diminui, assim como as queixas de tosse e o cansaço;
  • Um ano depois, o risco de doença cardíaca coronária reduz-se para metade;
  • Cinco anos depois, o risco de acidente vascular cerebral iguala o de um não fumador;
  • 10 anos depois, o risco de cancro do pulmão é cerca de metade do de um não fumador;
  • O risco de cancro da boca, faringe, esófago, bexiga, rim e pâncreas também diminui consideravelmente;
  • Reduz-se a mortalidade associada a doença arterial periférica, cancro do colo do útero e doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC).

Saber como parar de fumar

Calcula-se que cerca de 70% dos fumadores gostaria de deixar de fumar, se o conseguisse fazer com facilidade.

Contudo, tratando-se de um hábito com dependência física e psíquica, nem sempre é possível ultrapassar sem ajuda os sintomas de privação do tabaco.

Está provado que apenas um em cada cinco fumadores consegue deixar os hábitos tabágicos sem ajuda médica e farmacológica.

O aumento do preço do tabaco e as restrições ao seu consumo em locais fechados, bem como as intervenções de informação e de educação para a saúde, são estratégias que têm vindo a ser cada vez mais adotadas e que podem motivar muitos fumadores a procurar um profissional de saúde que os ajude a parar de fumar.

Os fumadores motivados para deixar de fumar devem ser referenciados a uma consulta de cessação tabágica para uma intervenção individualizada e repetida até à cessação definitiva.

Nas consultas de cessação tabágica devem ser avaliados os fatores que conduziram à iniciação, à manutenção do consumo e ao desejo de parar de fumar. Deve igualmente ser dado o aconselhamento necessário para apoio no processo de decisão, para motivação em continuar, para felicitar pelo sucesso alcançado e ainda de ajuda para não ocorrerem recaídas. Deve igualmente ser efetuada a avaliação do grau de dependência, habitualmente realizada através do teste de Fagerström.

Os fumadores que queiram parar de fumar, devem ser encorajados a usar fármacos apropriados, uma vez que neste caso o sucesso da abstinência tabágica aumenta de forma significativa, comparativamente aos fumadores que tentam parar de fumar sem apoio.

Existem, atualmente, em Portugal vários medicamentos recomendados na cessação tabágica devendo a sua prescrição e monitorização ser realizada por médicos com experiência nesta área.

Qual é o seu grau de dependência tabágica?

Faça o teste com a escala de Fageström para saber seu grau de dependência. Responda às questões e some os pontos obtidos.

Quanto tempo após acordar fuma o primeiro cigarro?

  • Dentro de 5 minutos – 3 pontos
  • Entre 6 e 30 minutos – 2 pontos
  • Entre 31 e 60 minutos – 1 ponto
  • Depois de 1 hora – 0 pontos

Acha difícil não fumar em lugares onde é proibido?

  • Sim – 1 ponto
  • Não – 0 pontos

Qual o cigarro diário que lhe traz mais satisfação?

  • O primeiro da manhã – 1 ponto
  • Outros – 0 pontos

Quantos cigarros fuma por dia?

  • Menos de 10 – 0 pontos
  • 10 a 20 – 1 ponto
  • 21 a 30 – 2 pontos
  • Acima de 31 – 3 pontos

Frequentemente fuma mais pela manhã?

  • Sim – 1 ponto
  • Não – 0 pontos

Fuma mesmo quando está doente?

  • Sim – 1 ponto
  • Não – 0 pontos

Some os pontos e saiba qual o seu grau de dependência:

  • 2 pontos: Muito baixo
  • 3 a 4 pontos: Baixo
  • 5 pontos: Médio
  • 6 a 7 pontos: Elevado
  • 8 a 10 pontos: Muito elevado

 

Texto:

Sofia Furtado

Pneumologia, Hospital da Luz

 

Nos hospitais e clínicas da rede Hospital da Luz, pode encontrar médicos pneumologistas especialistas em desabituação tabágica e realizar os exames que sejam necessários para a sua situação. Conheça os médicos de pneumologia desta unidade da rede Hospital da Luz.