Espírito Santo Saúde Mantém Aposta Forte na Formação Médica

Espírito Santo Saúde Mantém Aposta Forte na Formação Médica

No âmbito da sua forte aposta em formação clinica, a Espírito Santo Saúde é um dos patrocinadores da 4.ª edição do Programa de Formação Médica Avançada da Fundação Gulbenkian, destinado a médicos internos de especialidade e a médicos especialistas fortemente motivados para a prática de investigação clinica e que pretendam adquirir conhecimentos de base científica para desenvolver projectos de investigação inovadores e de excelência.

O Programa de Formação Médica Avançada resulta de uma parceria desenvolvida entre a Espírito Santo Saúde, a Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação Champalimaud, a Fundação para a Ciência e Tecnologia e a José de Mello Saúde.

A 4ª edição do Programa de Formação Médica Avançada, que se inicia a 26 de Setembro próximo e tem uma duração de quatro anos, tem por objectivo contribuir para a formação de uma geração de médicos portugueses altamente qualificados, que estejam convictos de que uma formação científica sólida é o alicerce de uma investigação médica de excelência e de uma melhor prática clínica e que desejem, no futuro, envolver-se em projectos multidisciplinares e cooperativos como complemento da sua actividade assistencial.

Este programa, que oferece uma formação de excelência em ciências biomédicas e clínicas, numa perspectiva pluridisciplinarvai, irá aceitar anualmente 10 candidatos que serão apoiados por bolsas de estudo. O prazo para a apresentação das candidaturas será divulgado no site da Fundação Gulbenkian em www.gulbenkian.pt

O Grupo Espírito Santo Saúde promove e apoia a formação contínua dos seus profissionais, contribuindo para o desenvolvimento da comunidade médica através da concretização anual de mais de 50 acções de formação e de outras reuniões técnicas e científicas de elevada e reconhecida qualidade, de uma intensa actividade de investigação clínica e da apresentação de trabalhos nos mais conceituados congressos médicos nacionais e internacionais e da promoção de dezenas de estágios curriculares para alunos das faculdades de medicina, das escolas de enfermagem e de técnicos de saúde, entre outras.