Hospital da Luz Learning Health obtém certificação em endoscopia ginecológica

Hospital da Luz Learning Health obtém certificação em endoscopia ginecológica

A Sociedade Europeia de Endoscopia Ginecológica, em colaboração com a Academia Europeia de Cirurgia Ginecológica, certificou o Centro de Treino Hospital da Luz Learning Health em Endoscopia Ginecológica. 

Após auditoria realizada nos dias 26 e 27 de abril, o Hospital da Luz Learning Health garantiu a certificação de ginecologistas no 1º Nível de Competências em Endoscopia Ginecológica (Academy Bachelor Certification), bem como de um grupo de formadores, através da implementação de um programa de treino específico, que contou com o apoio e reconhecimento do European Board College of Obstetricians and Gynaecologists, do European Network of Trainees in Obstetrics and Gynaecology e de outras sociedades e organizações internacionais. Esta certificação engloba o treino de competências em laparoscopia e histeroscopia, envolvendo ginecologistas com vasta experiência de formação e treino em cirurgia, bem como simuladores idênticos aos usados nos maiores centros de treino mundiais.

O pograma do Centro de Treino em Endoscopia Ginecológica do Hospital da Luz Learning Health tem como diretor António Setúbal, médico ginecologista coordenador do Hospital da Mulher e do Departamento de Ginecologia-Obstetrícia do Hospital da Luz Lisboa, e, como chief mentor a médica ginecologista Filipa Osório. A equipa de formadores é constituída pelos médicos Joana Faria, João Alves, Sónia Barata, Alexandre Ambrósio, Duarte Vilarinho, José Lourenço Reis, Marta Magro e Olga Lavado.

Recorde-se que o Hospital da Luz Learning Health dedica-se à formação avançada de profissionais, à investigação translacional e à inovação, nas áreas da prestação e gestão de cuidados de saúde. Atualmente, detém o segundo Centro de Treino disponível em Portugal para formação em cirurgia endoscópica, dispondo de dois simuladores e vários instrumentos de laparoscopia e histeroscopia em permanência. Estes meios permitem aos profissionais desta área – cujas oportunidades de realizar intervenções endoscópicas durante o processo de formação são limitadas – treinar regularmente as suas competências e aumentar a sua experiência técnica, que são fundamentais à prática clínica.