Voltar

Febre

Febre

  • O que é a febre?

A febre é uma temperatura corporal superior à normal. A temperatura corporal varia com diversos fatores, entre os quais a idade, o grau de atividade, a altura do dia e o local do corpo onde é medida. Considera-se que uma criança tem febre quando a sua temperatura corporal atinge os valores indicados no quadro seguinte:

 

 

Idade

Menos de

3 meses

Entre 3 e 24 meses

Mais de

24 meses

Local de registo da temperatura

Reto

> 38,0°C

> 38,3°C

> 38,0°C

Axila

> 37,2°C

> 37,5°C

> 37,2°C

Canal auditivo externo

> 37,5°C

> 37,8°C

p>> 37,5°C

 

  • A que se deve a febre?

Durante os primeiros anos de vida, as crianças podem ter febre em várias circunstâncias sem que isso, por si só, deva ser motivo de preocupação. Em regra, a febre isolada não é perigosa e o grau de aumento da temperatura acima do normal (febre) não é um indicador direto da gravidade da doença da criança.

A febre pode ser causada por situações diversas, entre as quais o excesso de roupa, a prática de exercício físico vigoroso, a exposição a ambientes quentes e a exposição a infeções de origem viral ou bacteriana. No contexto de resposta do organismo a uma infeção, a febre conduz à ativação do sistema imunológico que permitirá à criança defender-se do agente infeccioso.

  • O que se deve fazer quando uma criança tem febre?

Quando se suspeite de febre numa criança, deve ser medida a temperatura corporal, com um termómetro, num dos seguintes locais:

| Reto, nos bebés (temperatura rectal)
| Axila, nas crianças mais crescidas (temperatura axilar)
| Canal auditivo externo (temperatura timpânica)

O tratamento da febre tem como objetivo evitar o desconforto e as complicações associadas ao aumento da temperatura corporal. Para tentar baixar a temperatura corporal de uma criança deve-se:

  • Administrar um medicamento para baixar a temperatura (antipirético), de acordo com as indicações médicas
  • Manter a criança o menos aquecida possível, não a agasalhando, mas sim usando vestuário leve, cobrindo-a apenas com um lençol ou uma fralda de pano e mantendo o ambiente fresco
  • Caso seja necessário, colocar a criança num banho de imersão tépido. A temperatura da água deverá ser cerca de 2ºC inferior à temperatura corporal da criança
  • Dado que nas situações de febre as perdas de água aumentam, a desidratação deve ser prevenida reforçando a ingestão de líquidos.
  • Não se deve insistir na ingestão de alimentos sólidos
  • Quando se deve procurar assistência médica?

Para as crianças mais velhas, sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 40°C, deve ser contactado o médico assistente.

Nas restantes situações de febre, é muito importante vigiar a criança e o seu comportamento, de modo a conseguir determinar a gravidade da doença. Esta avaliação do estado geral da criança permitirá obter indicadores mais fidedignos da gravidade da situação do que apenas o grau de aumento da temperatura corporal, já que algumas alterações físicas ou comportamentais poderão indiciar uma doença grave.

Em resumo, deve ser procurada assistência médica com urgência para as crianças que:

  • Estejam prostradas (muito sonolentas, pouco reativas)
  • Apresentem uma irritabilidade acentuada
  • Apresentem manchas na pele que não desaparecem com pressão local
  • Apresentem dificuldade respiratória
  • Vomitem de forma repetida e persistente
  • Tenham febre e menos de três meses de idade
  • Tenham uma temperatura corporal igual ou superior a 40ºC
  • Tenham febre há mais de três dias sem tendência para melhorar