Voltar

Vómitos nas crianças

O vómito é a expulsão de conteúdo gastrointestinal através da boca, acompanhado pela contração dos músculos abdominais.

  • Causas

    Os vómitos podem estar associados a muitas situações, de origem gastrointestinal ou não, sem que se esteja, necessariamente, perante um problema grave.

    Nas crianças, os vómitos constituem com frequência uma das manifestações da gastroenterite aguda, doença infecciosa do aparelho digestivo habitualmente de caráter benigno.

     

  • Tratamento

    Quando uma criança tem vómitos a atitude a tomar depende de vários fatores, entre os quais a sua idade, a frequência e duração dos episódios de vómitos e os restantes sintomas associados. É fundamental não esquecer que os lactentes e as crianças pequenas podem ficar desidratadas rapidamente, sobretudo quando os vómitos são acompanhados de diarreia. Assim, para evitar a desidratação, a reposição dos líquidos perdidos pelo organismo é especialmente importante.

    Depois de um episódio de vómitos, deverá ser feita uma pausa de cerca de meia hora, durante a qual não deve ser dado à criança nada para comer ou beber. Passado este período de tempo, devem ser oferecidos líquidos à temperatura ambiente e em pequenas quantidades: cerca de 5 mL (uma colher de chá) de cinco em cinco minutos. Os líquidos a administrar nesta fase poderão ser soro de hidratação oral ou chá preto (fraco) açucarado.

    Quando a criança sentir fome poderão ser-lhe oferecidos alguns alimentos, sempre em pequenas quantidades e sem insistir, entre os quais bolachas de água e sal, tostas, torradas, sopa sem gordura, alimentos cozidos ou grelhados. As quantidades oferecidas devem ser aumentadas progressivamente, de acordo com a tolerância que a criança manifestar aos alimentos.

    Quando se deve procurar assistência médica?

    O médico assistente deve sempre ser contactado nas situações de vómitos das crianças com menos de seis meses de idade. Para as crianças mais velhas, o médico assistente deve ser contactado quando simultaneamente aos vómitos estiver presente uma dor abdominal intensa e febre alta (temperatura corporal superior a 39,5°C).

    Devem procurar-se cuidados médicos com urgência sempre que:

    • Os vómitos forem persistentes e os líquidos oferecidos não forem tolerados;
    • Ocorrer um agravamento progressivo dos vómitos;
    • As crianças apresentarem prostração/irritabilidade acentuada ou estiverem muito queixosas;
    • As crianças apresentarem sinais de desidratação, entre os quais se incluem os olhos encovados, a boca seca, uma depressão da fontanela (“moleirinha afundada”), choro sem lágrimas e diminuição da diurese (deixar de urinar, fraldas secas)