Voltar

Retinopatia da prematuridade

A retinopatia da prematuridade é uma doença vascular que afeta a retina imatura do recém-nascido prematuro. Ao nascimento, a retina do prematuro tem ainda poucos vasos, aumentando a vascularização à medida que o bebé se vai desenvolvendo. Quando a retina do bebé prematuro é exposta a níveis de oxigénio mais elevados do que os presentes no ambiente intrauterino, por exemplo durante a ventilação assistida, esta exposição perturba o processo normal de vascularização, originando uma doença com uma gravidade variável, desde ligeira até à cegueira. A retinopatia da prematuridade é a doença ocular mais frequente em Neonatologia, sendo uma das complicações do recém-nascido de muito baixo peso (inferior a 1500 g). Uma vez presente, a retinopatia pode evoluir com agravamento progressivo, ou, nas formas mais ligeiras da doença, em que as lesões são mais periféricas, regredir espontaneamente; é o que acontece na maioria dos casos. Nos estadios mais graves pode existir indicação terapêutica para fotocoagulação com laser.

Vigilância da Retinopatia da Prematuridade

A vigilância da retinopatia da prematuridade inclui a realização de um exame oftalmológico aos recém-nascidos com um peso ao nascer inferior a 1500g, com uma idade gestacional inferior a 32 semanas, ou com um peso ao nascer superior a 1500g mas que sejam submetidos a terapêutica com oxigénio suplementar durante um período prolongado.

O primeiro exame oftalmológico deve ser efetuado às quatro a seis semanas de vida, ou 31 a 33 semanas de idade pós-concecional. As datas de realização dos exames subsequentes devem ser estipuladas pelo médico em função da gravidade das lesões encontradas.

Mesmo após a regressão da retinopatia o recém-nascido prematuro tem um risco acrescido de outras alterações oftalmológicas, como o estrabismo, a miopia, e o astigmatismo. Assim, as crianças que nascem prematuramente devem ser vigiadas ao longo do período de desenvolvimento visual, por exemplo entre os 6 meses e 1 ano, entre os 2 e os 2,5 anos, e entre os 3,5 e os 4 anos.