História

O Hospital da Luz Arrábida foi integrado na rede hospitalar da Luz Saúde (então Espírito Santo Saúde) no final de 2000, assumindo o compromisso de ocupar um lugar de primeira linha na prestação de cuidados de saúde na região do Grande Porto e no Norte do país.

No final de 1998 foi lançado um projeto hospitalar de raiz, no Complexo do Arrábida Shopping, que deu origem ao Hospital da Arrábida.

Em 1999 o Hospital da Luz Arrábida (então Hospital da Arrábida) obteve o licenciamento da Direção Geral de Saúde, (licença de funcionamento n.º UPS04/02.99), expressão do cumprimento escrupuloso dos requisitos legais exigidos a unidades hospitalares em funcionamento.

No final de 2000, a Luz Saúde (então Espírito Santo Saúde) adquiriu o controlo acionista do Hospital da Luz Arrábida, que foi então integrado num projeto à escala nacional.

Na sequência desta integração, em Abril de 2002 no âmbito da uniformização de imagem das unidades pertencentes à Luz Saúde (então Espírito Santo Saúde), esta unidade de saúde mudou a sua designação para Hospital da Arrábida-Gaia, S.A.

Com a mudança de acionista, foi também revista a sua organização, administração e estrutura clínica. Apostou-se no desenvolvimento de especialidades em que os desenvolvimentos científicos e tecnológicos das últimas décadas têm sido extraordinários, como a cardiologia (clínica e de intervenção) e a cirurgia cardiotorácica, as neurociências, a cirurgia geral e laparoscópica, a oftalmologia, a otorrinolaringologia e a cirurgia vascular, entre outras.

Em 2002, foi concluída a construção de um piso adicional, que permitiu um aumento significativo da capacidade de internamento do Hospital da Luz Arrábida.

Atualmente estão em desenvolvimento produtos clínicos que agregam as especialidades médicas e cirúrgicas de acordo com uma abordagem assistencial multidisciplinar centrada no doente. São disto já exemplo a Unidade de Patologia Coronária, a Unidade da Coluna ou o Atendimento Urgente.

Ao nível das infraestruturas, foram reorganizadas e remodeladas as áreas de consultas, de meios auxiliares de diagnóstico, de ambulatório cirúrgico e de internamento. Os investimentos permitiram duplicar a área física, criando mais espaço dedicado ao internamento, consultas e de exames de diagnóstico.

A Unidade de Cuidados Intensivos foi remodelada e reequipada, passando agora a contar com equipamentos de última geração que ficam também vocacionados para doentes da área médica. Procedeu-se também à atualização do equipamento existente nos blocos operatórios, no internamento e nas salas de consulta.

Criou-se um piso inteiramente dedicado à mulher com destaque para a Maternidade, inaugurada em 2010.

Desde fevereiro de 2010 que, numa zona de ambulatório dedicada à criança, está a funcionar o atendimento de Pediatria, a funcionar das 08h00 às 24h00, todos os dias do ano, quer em consultas programadas, quer em atendimento urgente.

Em 2016, o Hospital adotou a nome de Hospital da Luz Arrábida.