Qualidade e Segurança

Qualidade e Segurança

O Hospital da Luz pretende prestar cuidados de saúde de excelência, centrados nas necessidades de cada doente e delineados de acordo com os conhecimentos técnicos e científicos mais recentes, e manter uma relação sólida e transparente com todos os seus clientes.

A estratégia de qualidade do Hospital da Luz envolve a organização como um todo, pelo impacto que as suas diversas áreas têm na satisfação dos clientes e, consequentemente, na reputação e futuro dos hospitais e clínicas da rede.

A prestação dos cuidados de saúde corretos, a segurança do doente e a equidade da prestação de cuidados constituem a base da estratégia de qualidade clínica. No que se refere a outros domínios da qualidade, são de especial importância a integração dos cuidados e a experiência dos doentes internados no hospital.

Para cumprir os seus objetivos de excelência, o Hospital da Luz avalia as suas práticas nos vários aspetos da experiência dos clientes, desde a sua admissão até à alta e à necessidade de outros cuidados fora do seu espaço, estabelece processos e procedimentos inequívocos ao longo da prestação de cuidados e na relação com os clientes, bem como medidas preventivas ou corretivas, numa perspetiva de melhoria contínua. Além disso, analisa e compara os seus resultados com os de outras unidades de saúde, nacionais ou internacionais.

A qualidade clínica é avaliada através de indicadores, testados e reconhecidos internacionalmente, alguns inerentes a situações específicas, outros de caráter mais geral. Estes indicadores permitem analisar o processo de tratamento, o seu impacto e os seus resultados e traduzem o cumprimento de boas práticas. São exemplo desses indicadores as taxas de morbilidade, mortalidade ou de readmissão de doentes, a incidência de complicações ou de efeitos adversos potencialmente evitáveis, entre outros.

Da teoria à prática

A qualidade em cuidados de saúde é um conceito multidimensional, que envolve critérios de segurança, de efectividade, de eficiência, de acessibilidade, de equidade e de centralização na pessoa.

Na realidade não existe uma medida única para definir a excelência de um hospital; o nosso compromisso com os clientes baseia-se no pressuposto de que fazemos tudo o que está ao nosso alcance para prestar cuidados de saúde de excelência, através da adopção das tecnologias apropriadas, do recrutamento e retenção dos melhores profissionais, da adequação das estruturas arquitectónicas às necessidades de clientes e colaboradores e do desenvolvimento de práticas clínicas consistentes e seguras para cada um dos clientes que nos procura.

Neste sentido, o Hospital da Luz implementa em várias unidades da sua rede medidas que permitem avaliar o seu compromisso com a excelência.

  • Prestar os Cuidados Certos

    Na dimensão da qualidade Prestar os Cuidados Certos, o Hospital da Luz está a avaliar o seu desempenho através de diversos indicadores, entre os quais se incluem os seguintes:

    • Profilaxia do tromboembolismo venoso
    • Profilaxia da infeção da ferida cirúrgica
    • Taxas de morbilidade
    • Taxas de mortalidade
    • Taxas de readmissão de doentes
    • Número de procedimentos complexos que necessitam de curvas de aprendizagem sustentadas

  • Cuidar com Segurança

    A segurança na prestação de cuidados de saúde é um vetor estratégico num hospital que visa a excelência e a confiança dos seus clientes.

    Na dimensão da qualidade Cuidar Com Segurança o Hospital da Luz monitoriza o seu desempenho através dos seguintes indicadores:

    • Prevalência e incidência de infeção
    • Prevalência e incidência de quedas
    • Prevalência e incidência de úlceras de pressão
    • Registo de incidentes adversos


    Ainda neste âmbito, é avaliado o cumprimento relativamente à implementação de processos de prevenção de incidentes, de que são exemplo:

    • Consentimento informado
    • Checklist cirúrgica
    • Inquérito epidemiológico de admissão

  • Escutar o Doente

    Para conhecer a experiência dos doentes internados em unidades da rede Hospital da Luz, este poderá entrar em contacto com os clientes por via telefónica, após a alta, solicitando a sua resposta a um questionário de satisfação.

    Este questionário foi delineado de acordo com normas internacionais, o que permite comparar os seus resultados com os de outras unidades de saúde, nacionais ou internacionais.

    Para os inquéritos de satisfação aos clientes do internamento, o Hospital da Luz baseou-se no H-CAHPS, modelo reconhecido internacionalmente e validado cientificamente.

    Os inquéritos são realizados por uma entidade externa, através do telefone, aos clientes com idades compreendidas entre os 16 e os 75 anos.

    A satisfação dos clientes é avaliada em diversos aspetos e áreas agrupadas da seguinte forma:

    • Colaboradores
    • Perceção da qualidade
    • Ambiente Hospitalar
    • Alimentação
    • Satisfação Geral

  • Integrar Cuidados

     Na dimensão Integrar Cuidados, é avaliada a qualidade da articulação entre as diferentes interfaces de prestação de cuidados (cuidados hospitalares, cuidados de saúde primários e cuidados continuados).

    Os indicadores de avaliação selecionados incluem:

    Na admissão do cliente:

    • A instrução do processo em casos referenciados
    • A adequação da referenciação
    • Os internamentos potencialmente evitáveis através da prestação de cuidados de saúde primários de qualidade

    Na continuidade de cuidados na alta:

    • A instrução do processo de alta ou transferência
    • A adequação da referenciação externa
    • A implementação de processos de autonomização do doente na gestão responsável de regimes terapêuticos instituídos durante o internamento

  • Aceder com Equidade

    Na dimensão Aceder Com Equidade avalia-se a acessibilidade para diferentes linhas assistenciais e comparam-se os valores obtidos com diferentes sub-grupos de clientes, usando critérios como a idade ou o sexo, entre outros.