Voltar

Ecografia de rastreio de anomalias fetais - 1º trimestre

A ecografia de rastreio de anomalias fetais é realizada no final do 1º trimestre de gravidez, entre as 11 e as 14 semanas.

Tem como objetivos principais determinar a idade gestacional e fazer o rastreio de anomalias fetais e é realizada por via abdominal.

A idade gestacional pode ser determinada a partir de diversas medidas, o diâmetro bi-parietal, o perímetro da cabeça ou o comprimento do fémur. Para o rastreio de anomalias fetais é avaliada a translucência da nuca e os ossos nasais, cujos desvios dos valores normais podem estar associados a um risco acrescido de alterações cromossómicas, cardiopatias e algumas doenças genéticas.

A ecografia do 1º trimestre permite estimar a ausência alterações cromossómicas com um grau de certeza de cerca de 70%. Quando associada à idade materna e à realização de um rastreio bioquímico do 1º trimestre (ver adiante) o grau de certeza aumenta para valores superiores a 90% (rastreio combinado do 1º trimestre).