História

O Hospital da Luz Aveiro surgiu com o objetivo de colmatar uma lacuna sentida na região de Aveiro que, até então, não dispunha de qualquer unidade privada de saúde com internamento.

O Hospital da Luz Aveiro, anteriormente Cliria - Hospital Privado e Cliria - Casa de Saúde de Aveiro, surgiu com o objetivo de colmatar uma lacuna sentida na região de Aveiro, tanto pelos clientes, como pelos profissionais de saúde, que, até então, não dispunha de qualquer unidade privada de saúde com internamento.

A sua atividade iniciou-se em meados de 1996, no entanto, o funcionamento global de todos os serviços arrancou em Janeiro de 1997. A sua construção obedeceu a um rigoroso controlo de qualidade e segurança, respeitando-se todas as normas legais tanto nos aspetos arquitetónicos, como de especialidades técnicas. Sujeita a vistorias pela Direção Geral de Saúde, obteve a sua licença de funcionamento com o n.º UPS02/02.98.
Desde o início que o Hospital da Luz Aveiro se afirmou como unidade diferenciada das suas congéneres na prestação de serviços de qualidade. No entanto, foi com a entrada da Luz Saúde (então Espírito Santo Saúde), em 2000, que o projeto adquiriu uma nova dimensão passando a integrar uma rede de hospitais.

Na sequência da nova estrutura acionista, foram introduzidas alterações ao nível da estrutura organizativa, administrativa e clínica, como parte da estratégia de desenvolvimento contínuo da qualidade dos serviços prestados pelo Hospital. Foi feita uma aposta clara no desenvolvimento de especialidades de ponta, tais como, a ginecologia-obstetrícia, a cirurgia geral e laparoscópica, a oftalmologia, a otorrinolaringologia, a ortopedia (cirurgia da mão e do plexo braquial) e a urologia.

Em Janeiro de 2003, no âmbito da uniformização de imagem de todas as unidades pertencentes ao universo da Luz Saúde (então Espírito Santo Saúde), a empresa muda o seu nome para "Cliria - Hospital Privado de Aveiro, SA", uma forma de transmitir um claro sinal de mudança à comunidade da região de Aveiro.

Em Julho de 2004, segue-se a criação do Hospital da Luz Clínica de Águeda (então Centro Médico de Águeda), integrada num projeto de cobertura progressiva da região, com micro-unidades de saúde, devidamente articuladas com a unidade central, o Hospital da Luz Aveiro, detentor de uma resposta mais diferenciada.

Em Setembro de 2009, o Hospital da Luz Aveiro alargou a sua abrangência territorial mediante a aquisição da Clinica de Oiã, tornando-se no maior operador privado a atuar na região centro.

Em Abril de 2010, o Hospital da Luz Aveiro, alargou o seu âmbito de intervenção com a construção de um novo edifício, o Pólo II, onde se encontram atualmente os serviços de consultas, exames e atendimento médico permanente. No edifício original mantêm-se os blocos cirúrgicos e o internamento. Com a abertura no novo Pólo II o Hospital da Luz Aveiro deu início a um novo ciclo na prestação de cuidados de saúde globais, assente na inovação tecnológica, presente nos equipamentos médicos de última geração.

O novo Centro de Imagiologia (ressonância magnética, TAC, mamografia, ortodensitometria, ortopantomografia e ecografia), foi disso exemplo. Destaca-se neste serviço a mamografia digital de aquisição direta que permite a obtenção de imagens de elevada precisão e qualidade. Também ao nível da dermoestética foram feitos investimentos em tecnologias não invasivas que garantem a segurança e eficácia dos resultados obtidos especialmente ao nível do tratamento/redução de celulite e remodelação corporal.