Voltar

Catarata

O olho tem uma lente suspensa atrás da pupila, que se chama cristalino, e que é muito importante para focar as imagens sobre a retina. Quando o cristalino deixa de ser transparente de forma a perturbar a visão, passa a chamar-se catarata. A opacificação do cristalino deve-se normalmente ao processo de envelhecimentos mas também pode ser causada por um traumatismo ocular, estar associada a diabetes, a alguns medicamentos ou a fatores hereditários.

Independentemente da sua causa, um olho com catarata vê enevoado ou desfocado e à noite as luzes parecem ter halos à volta. Quanto menos transparente for o cristalino pior é a visão.

Atualmente não há um tratamento médico (com gotas ou comprimidos) para a catarata. O tratamento da catarata é cirúrgico.

A catarata deve ser operada quando o doente sente que a perturbação da visão limita as suas atividades habituais, como, por exemplo, ler, conduzir ou ver televisão.

A operação da catarata consiste em remover o cristalino alterado e substituí-lo por uma lente transparente. É uma intervenção que pode ser feita com anestesia local e não é preciso o doente ser internado. Antes da intervenção, o oftalmologista explica a técnica usada e os riscos cirúrgicos que lhe podem estar associados.

A operação da catarata permite recuperar totalmente a visão, desde que não estejam presentes outras doenças do olho. Assim, antes da operação, o oftalmologista procura sempre identificar outras causas da baixa da visão além da catarata. Desta forma, será possível conhecer e explicar o que é possível esperar em termos de recuperação da visão na sequência da operação da catarata e quais as razões dessas expectativas.

 

Nos hospitais e clínicas da rede Hospital da Luz, pode encontrar médicos oftalmologistas especialistas no diagnóstico e tratamento das doenças dos olhos e realizar os exames necessários para a sua situação. Conheça os médicos especialistas em oftalmologia desta unidade da rede Hospital da Luz