Voltar

Óxido nítrico no ar expirado

O óxido nítrico é uma substância volátil produzida nos pulmões e que está aumentada no caso de algumas doenças pulmonares inflamatórias como, por exemplo, a asma.

A determinação do óxido nítrico (NO) presente no ar expirado permite avaliar de uma forma não invasiva o grau de inflamação brônquica. É realizada com um analisador de quimioluminescência que através de uma simples manobra expiratória permite a quantificação do NO.

Atualmente os valores de óxido nítrico no ar expirado estão padronizados, pelo que se torna possível, através desta determinação, aferir o controlo terapêutico, nomeadamente a necessidade de corticoterapia.

Este teste assume particular importância na avaliação diagnóstica das crianças e jovens asmáticos e na sua monitorização terapêutica. Nos indivíduos com asma brônquica não controlada, estão presentes níveis elevados deste composto marcador. Este teste também é útil na avaliação de doentes com tosse prolongada, de causa desconhecida ou de difícil controlo. Nos adultos fumadores, os resultados não são fidedignos.

Este exame pode ser realizado a partir dos sete anos de idade. Está contra-indicado nos casos de cirurgia abdominal ou torácica recente.