Voltar

Taquipneia transitória do recém-nascido

A taquipneia transitória do recém-nascido caracteriza-se por dificuldade respiratória transitória que pode ocorrer em bebés pré-termo mas também de termo (1 – 2%). Os sintomas surgem nas primeiras duas a três horas após o parto e geralmente desaparecem até ao terceiro ou quarto dia de vida. Resulta de um atraso na reabsorção do líquido pulmonar fetal pelo sistema linfático pulmonar e/ou é consequente a algum grau de imaturidade pulmonar.

A taquipneia transitória manifesta-se por gemido expiratório, aumento da frequência respiratória, adejo nasal, retração costal e até cianose. Normalmente não existem outros sinais de doença associados. O recém-nascido pode precisar de suplemento de oxigénio, ou mesmo, nas situações mais graves, de ventilação assistida.

A taquipneia respiratória do recém-nascido é mais frequente nas seguintes situações:

  • Recém-nascido com alguma imaturidade (próximo das 35-36 semanas)
  • Recém-nascido nascido de cesariana sem trabalho de parto
  • Recém-nascido filho de mãe diabética
  • Recém-nascido grande para a sua idade gestacional