Voltar

Registo poligráfico do sono (cardiorrespiratório) em ambulatório

O que é e como é realizado um registo poligráfico do sono (cardiorrespiratório)?

O registo poligráfico do sono é um estudo que tem como finalidade conhecer a estrutura do sono de um doente e a ocorrência de alterações que possam interferir com o seu desenrolar normal. Para este efeito são registados diversos parâmetros fisiológicos durante o sono entre os quais, parâmetros respiratórios, cardíacos, neurológicos, a posição corporal e movimentos dos membros. A escolha dos parâmetros fisiológicos a avaliar depende das queixas específicas de cada doente. Nas circunstâncias em que é realizado no domicílio dos doentes este estudo designa-se Registo Poligráfico do Sono em Ambulatório.

O registo poligráfico do sono (cardiorrespiratório) em Ambulatório consiste fundamentalmente no registo de parâmetros cardíacos e respiratórios durante o sono noturno, no domicílio dos doentes. Para este efeito, o doente desloca-se ao hospital para levantamento do equipamento, ensino e preparação para o estudo que será realizado no seu domicílio. A preparação do paciente inclui a aplicação em locais específicos do corpo de elétrodos e sensores que estão ligados a dispositivos de registo, o que permite a transmissão e registo de parâmetros cardíacos e respiratórios durante o sono normal. Entre estes parâmetros incluem-se a frequência e o ritmo cardíaco, a frequência e o ritmo respiratório, as alterações no fluxo aéreo, o esforço respiratório e o nível de oxigénio no sangue, a posição corporal e o ressonar. No dia seguinte o doente volta ao hospital para entrega do equipamento. Posteriormente os registos serão analisados pelo médico, que avalia o padrão de comportamento dos vários parâmetros durante o sono, podendo assim detetar alterações cardiorrespiratórias que justifiquem as queixas dos doentes.

Em que situações é realizado?

A decisão sobre a necessidade de realizar qualquer exame é sempre tomada pelo médico, em função das características individuais de cada doente e das suas queixas ou doença.

Em regra, pode ser aconselhada a realização de um Registo Poligráfico do Sono (Cardiorrespiratório) em Ambulatório para avaliar situações de roncopatia, paragens respiratórias durante o sono (apneia), sonolência diurna e despertares noturnos. Pode também ter indicação em doentes com excesso de peso e com hipertensão arterial.

Que limitações tem?

Tal como acontece com qualquer outro exame, o Registo Poligráfico do Sono (Cardiorrespiratório) em Ambulatório pode não permitir o diagnóstico, mesmo quando o exame é realizado de uma forma tecnicamente adequada, obrigando a recorrer a outras técnicas de estudo do sono.

Quando tempo demora?

O registo Poligráfico do Sono (Cardiorrespiratório) em Ambulatório é realizado durante uma noite de sono normal, tendo assim a sua duração. A aplicação dos sensores e instalação do equipamento necessário, bem como a sua remoção no final do exame, demora cerca de 15 minutos.

Existem efeitos secundários, riscos ou complicações associados à realização de um Registo Poligráfico do Sono (Cardiorrespiratório) em Ambulatório?

O Registo Poligráfico do Sono (Cardiorrespiratório) em Ambulatório não tem efeitos secundários, riscos ou complicações. Apesar da presença dos elétrodos e sensores e das ligações ao equipamento de registo, em regra a realização deste teste é bem tolerada e não interfere com o sono normal.