Voltar

Gastrectomia em sleeve

SleeveA gastrectomia em sleeve é uma operação para tratamento da obesidade classificada como procedimento restritivo. A região esquerda do estômago é removida, do que resulta um órgão com uma capacidade bastante inferior. A parte do estômago que é removida é aquela que possui maior capacidade de distensão, adaptando-se à entrada de novos alimentos. Atualmente, pensa-se também que é responsável pela secreção de substâncias relacionadas com a estimulação do apetite e com a obesidade.

Trata-se de um procedimento relativamente recente, considerado como uma alternativa importante à banda gástrica ajustável. Tem sobre aquela a grande vantagem de, no caso de vir a ser necessária a conversão num procedimento misto ou indutor de malabsorção, esta ser tecnicamente muito mais simples e comportar muito menos risco após uma gastrectomia em sleeve do que após uma banda gástrica ajustável. Este aspeto é tanto mais importante quanto se sabe atualmente que as operações de conversão de procedimentos restritivos são cada vez mais frequentes, seja por insucesso destes procedimentos (perda de peso insuficiente), como por complicações várias relacionadas com a presença do corpo estranho. Nos casos de obesidade muito grave, a gastrectomia em sleeve é hoje mesmo usada com frequência com a intenção de reduzir o peso até um grau que permita mais facilmente, numa segunda intervenção, associar um procedimento indutor de malabsorção.

A gastrectomia em sleeve pode também ser uma boa indicação nos indivíduos preocupados com a presença de um corpo estranho na cavidade abdominal (como a banda gástrica ajustável) ou com as necessidades de suplementação nutricional e os efeitos a longo prazo dos procedimentos indutores de malabsorção e dos procedimentos mistos. É ainda uma opção a considerar nos doentes com uma banda gástrica ajustável que necessita ser revista por qualquer problema mas que já perderam muito peso e não pretendem ser submetidos a procedimentos indutores de malabsorção ou mistos.

Sendo uma técnica recente ainda não existem resultados de longo prazo. No entanto, os que até agora estão disponíveis sugerem que a perda de peso pode ser ligeiramente mais acentuada e mais rápida do que a conseguida com a banda gástrica ajustável.

As vantagens deste procedimento incluem:
  • Possibilidade de realização por via laparoscópica e por cirurgia robótica
  • Tecnicamente simples
  • Não altera a anatomia e fisiologia intestinais
  • Não exige a colocação de um corpo estranho na cavidade abdominal
  • Conversão fácil num procedimento misto ou indutor de malabsorção
  • Período de recuperação curto

 

A cirurgia da obesidade, ou cirurgia bariátrica, é realizada por cirurgiões gerais. Conheça os médicos especialistas em cirurgia geral desta unidade da rede Hospital da Luz.