Comissão de Emergência Médica e Reanimação

Constituição:

Daniel Ferreira (Cardiologia)
Alexandre Marques (Medicina Interna)
José Bismark (Anestesiologia)
Manuela Ferreira (Neonatologia)
Joana Coelho (Enfermagem)
João Paulo Graça (Enfermagem)


Funções:

Compete à Comissão de Emergência Médica e Reanimação (CEMR) apoiar a Administração, a Direção Clínica e a Direção de Enfermagem sobre matérias de Emergência Médica e Reanimação (EMR).

Competem também à CEMR, em articulação com as Direções Clínicas e de Enfermagem, as seguintes funções:

  • Definir a organização do Plano de Emergência Médica Intra-Hospitalar (PEMIH) e monitorizar o seu funcionamento;
  • Recomendar procedimentos e critérios de ativação do PEMIH, definindo protocolos e monitorizando o seu funcionamento;
  • Manter um registo atualizado de todas as situações de ativação e atuação do PEMIH;
  • Definir a localização, composição e manutenção dos Carros de Emergência através de protocolos e procedimentos e auditar o seu cumprimento;
  • Definir as competências dos colaboradores do Hospital da Luz Lisboa em matérias da EMR e promover junto destes as ações necessárias ao cumprimento do PEMIH;
  • Colaborar com as demais Comissões do Hospital da Luz Lisboa, nomeadamente com assessoria em matérias de EMR e de catástrofe;
  • Pronunciar-se sobre projetos que impliquem alterações estruturais, dos acessos e de circulação no Hospital da Luz, tanto nas áreas clínicas como nas não clínicas;
  • Propor alterações estruturais, organizativas e logísticas necessárias para garantir o adequado cumprimento e funcionamento do PEMIH;
  • Implementar atividades de formação em reanimação e catástrofe;
  • Trocar experiências com comissões congéneres de outros hospitais nacionais e estrangeiros, sobre protocolos de atuação em reanimação e catástrofe e medidas estruturais específicas neste âmbito;
  • Incentivar a investigação sobre procedimentos de emergência e reanimação em meio intra-hospitalar e contextos clínicos e ambientais em que surgem as situações que os motivam;
  • Assegurar o cumprimento das indicações da Organização Mundial de Saúde sobre patient safety, nomeadamente através da prevenção de efeitos adversos, diminuição das suas consequências e visibilidade da sua ocorrência;
  • Elaborar o programa anual de actividades da CEMR.