Cirurgia robótica

cirur_roboticaA cirurgia robótica é um tipo de cirurgia minimamente invasiva em que são usados dispositivos robotizados controlados pelo cirurgião.

Os primeiros passos na área da cirurgia robótica foram realizados no final dos anos 80. A partir desta altura foram desenvolvidos vários sistemas de cirurgia robótica, nomeadamente para aplicação em telecirurgia (cirurgia à distância).

Progressivamente, o aperfeiçoamento tecnológico e a adaptação das técnicas operatórias têm permitido expandir as áreas de aplicação da cirurgia robótica.

  • Particularidades da cirurgia robótica

    partic_robotA cirurgia robótica é uma abordagem que combina a cirurgia minimamente invasiva convencional - laparoscópica, toracoscópica ou outra - com a utilização de um dispositivo robotizado.

    O acesso dos instrumentos cirúrgicos ao campo operatório é feito, igualmente, através de pequenas incisões na parede corporal, designadas portas. No entanto, enquanto na cirurgia minimamente invasiva convencional o cirurgião manipula esses instrumentos diretamente, no caso da cirurgia robótica são os braços robóticos do corpo do sistema que o fazem, sempre sob o comando do cirurgião, realizado numa consola.

    Tal como acontece nas intervenções cirúrgicas realizadas com outras abordagens, também na cirurgia robótica o doente está permanente sob o controlo total do cirurgião e da sua equipa. Durante a operação, o ajudante do cirurgião e o enfermeiro instrumentista mantêm-se sempre junto do doente, assistindo o cirurgião na escolha e mudança dos instrumentos e na sua ligação aos braços robóticos ou realizando outras tarefas necessárias.

    Os sistemas de cirurgia robótica atuais são altamente seguros. Possuem múltiplos sistemas de segurança, não podem ser programados nem tomam decisões por si. Cada manobra exige uma contribuição direta do cirurgião e durante uma operação são realizadas numerosas verificações de segurança. Na eventualidade de uma falha de corrente ou de uma verificação de segurança, o cirurgião mantém o controlo total da intervenção.

    Veja aqui um video sobre cirurgia robótica.

  • Vantagens gerais cirurgia robótica

    vantagens_robot

    A cirurgia robótica tem características técnicas que aumentam a segurança dos procedimentos e potenciam as vantagens que a cirurgia minimamente invasiva convencional tem para os doentes.

     

    Entre estas destacam-se: nomeadamente:

     

    - A imagem disponível para o cirurgião é tridimensional e com uma definição superior

     

    - O interface digital filtra o tremor natural e aumenta a precisão dos movimentos do cirurgião

     

    - Os braços robóticos rodam em torno de um ponto fixo na parede do corpo, reduzindo a tensão traumática sobre a mesma, o que deverá resultar em ainda menos dor no pós-operatório

     

    - A posição relativa entre o cirurgião, o campo de trabalho e os instrumentos cirúrgicos (ergonomia – importante no desempenho do cirurgião) é potencialmente perfeita

     

    - A liberdade de movimentos dos instrumentos é grande e replica os movimentos potenciais do punho humano

     

    - A disseção dos tecidos e a identificação dos planos anatómicos naturais faz-se com mais facilidade e melhor definição

     

    - As suturas manuais são mais precisas e mais seguras

     

    Além destas vantagens gerais, a cirurgia robótica tem vantagens específicas, inerentes aos procedimentos em que é usada.

  • Campos de aplicação da cirurgia robótica

    A cirurgia robótica tem vários campos de aplicação.

    Atualmente, no Hospital da Luz, destacam-se as seguintes áreas e procedimentos em que a cirurgia robótica pode ser realizada por rotina:

    • Em urologia, sobretudo, na cirurgia do cancro da próstata, do rim e da bexiga 
    • Em cirurgia geral, sobretudo no tratamento do cancro do reto e na cirurgia da obesidade

    Mais recentemente, a cirurgia robótica tem vindo também a ser usada noutras intervenções, por exemplo em cirurgia hepática e em cirurgia coronária.