Como se dissemina o cancro colorretal?

O cancro pode disseminar-se de duas formas: por invasão direta de estruturas adjacentes por crescimento local ou por disseminação de células cancerosas à distância (metástases) através da circulação linfática e/ou sanguínea.

Invasão direta: Estes tumores podem crescer para dentro ou em torno do intestino. Contudo, podem, também, invadir a parede do intestinal e estender-se a estruturas adjacentes, como sejam, outras ansas intestinais, a parede abdominal, a bexiga, o útero, ou outras.

Metástases: Grupos de células podem separar-se do tumor primário e disseminar-se para outras partes do corpo através da circulação sanguínea ou linfática. Estas células podem, então, instalar-se e crescer em outros locais, como sejam, os gânglios linfáticos na proximidade do intestino, o fígado ou os pulmões. Quando um cancro coloretal é removido cirurgicamente, os gânglios linfáticos na proximidade do tumor também são removidos. Estes gânglios serão observados ao microscópio para verificar se contêm células tumorais. Se não estiverem presentes células tumorais nos gânglios linfáticos, a probabilidade de cura será maior.