Outras áreas de apoio

Outras áreas de apoio

Além das especialidade mais envolvidas no diagnóstico e terapêutica, outras áreas são fundamentais para o acompanhamento das pessoas com patologia colorretal.

  • Enfermagem - Consulta de Estomaterapia

    Esta consulta é realizada por enfermeiras com formação específica em estomaterapia.

    Destina-se a pessoas com ostomias de eliminação ou de alimentação, bem como às suas famílias, sendo dada formação sobre a utilização, manutenção e cuidados aos estomas.  

    A Consulta de Estomaterapia é realizada às segundas e quintas-feiras, entre as 17h00 e as 21h00, no piso 2 HR (acesso B), mediante marcação prévia. 

    Marcações:

    • Telefone 217 104 400
    • enfestomaterapia@hospitaldaluz.pt
    • Presencialmente no hospital 

     

  • Medicina Física e de Reabilitação

    Medicina Física e de Reabilitação

    Em algumas doenças colorretais, a área da Medicina Física e de Reabilitação pode ter uma intervenção determinante para uma melhor qualidade de vida, através de tratamentos de reabilitação do pavimento pélvico.

    Procura-se minimizar as sequelas que alguns tratamentos, como por exemplo a cirurgia ou a radioterapia, podem ter, eliminando de uma forma mais rápida as queixas mais comuns que interferem as rotinas dos doentes. 

    • Medicina física e de reabilitação (conheça a equipa e suas área de diferenciação aqui)
    • Contactos e outras formas de marcação (clique aqui)

     

  • Nutrição

    Algumas doenças colorretais, entre as quais as doenças oncológicas, podem estar associadaas a alterações da utilização normal dos nutrientes pelo organismo.

    Por isso, muitos doentes podem ter alguma perda de pesa ou desnutrição associada à doença. O acompanhamento nutricional tem como objetivo garantir que, em cada caso, o doente faz uma dieta saudável e equilibrada.

    Os efeitos mais comuns dos tratamentos oncológicos que podem afetar negativamente a ingestão, digestão a absorção dos nutrientes são:

    • Alteração do paladar e do olfato
    • Diminuição do apetite
    • Náuseas e vómitos
    • Dor abdominal
    • Diarreia
    • Lesões da boa e dentes
    • Secura da boca
    • Dor e dificuldade na deglutição
    • Lesões do esófago
    • Depressão e ansiedade

    Sabe-se atualmente que uma dieta correta em todas as fases da doença oncológica tem influência na evolução da doença, contribui para a melhoria dos sintomas associados à doença e ao seu tratamento, diminui a taxa de infeções e complicações pós-operatórias, reduz o tempo de hospitalização e melhora a resposta ao tratamento e a resposta imunitária dos doentes. 

    O apoio nutricional deve ser individualizado, tendo em conta o estado nutricional do doente, os sintomas, os tratamentos, a função gastrointestinal, a capacidade de o doente se alimentar, as preferências e hábitos pessoais, o prognóstico e o objetivo terapêutico. 

    • Nutrição (conheça a equipa e suas área de diferenciação aqui)
    • Contactos e outras formas de marcação (clique aqui)