Candidatos para Tratamento Cirúrgico

Candidatos para Tratamento Cirúrgico

O tratamento cirúrgico da obesidade ou cirurgia bariátrica deve ser reservado para os casos graves de obesidade ou para situações em que estão presentes complicações que colocam a vida em risco. Nos restantes doetnes, as alterações dos hábitos alimentares e a prática de atividade física, associadas sempre que necessário a apoio psicológico continuam a ser o tratamento mais adequado.

Relativamente ao grau de obesidade em regra consideram-se candidatos a um tratamento cirúrgico:

  • Os indivíduos com um IMC superior a 40 kg/m2 
  • Os indivíduos que se mantêm gravemente obesos apesar da adoção dos tratamentos convencionais (alterações alimentares e atividade física) 
  • Os indivíduos cujo IMC é igual ou superior a 35 kg/m2 e apresentam simultaneamente doenças graves relacionadas com a obesidade 

Além do referido, os doentes candidatos ao tratamento cirúrgico da obesidade devem também obedecer às seguintes condições:

  • Os riscos individuais associados à intervenção devem ser aceitáveis 
  • A sua idade deve situar-se entre 16 a 65 anos 
  • Devem ser psicologicamente estáveis, sem problemas depressivos ou psicóticos não controlados 
  • Devem estar bem informados, motivados e ter expectativas realistas 
  • Não devem ser alcoólicos ou toxicodependentes 
  • Devem ter-se submetido, nos últimos cinco anos, a tentativas prévias de perda de peso por meios convencionais, sob orientação clínica.

Refira-se que estes critérios e indicações são gerais e indicativos. Contudo, a indicação cirúrgica final depende da avaliação da circunstância específica de cada pessoa. Por exemplo, em circunstâncias especiais, uma intervenção cirúrgica pode ser uma solução adequada numa pessoa com menos de 16 anos ou com mais de 65.

Os desafios que terão que enfrentar os doentes submetidos a um tratamento cirúrgico da obesidade não são simples, pelo que a sua informação e motivação implicam:

  • Conhecimento detalhado dos riscos e benefícios da intervenção 
  • Conhecimento e vontade de aceitar as alterações dos hábitos alimentares imprescindíveis depois da intervenção 
  • Reconhecimento de que a prática regular de atividade física é essencial em qualquer programa de perda de peso 
  • Comprometimento em adotar todas as medidas que lhes sejam aconselhadas