O Que é um Bebé Prematuro?

A duração normal da gestação é de 37 a 42 semanas. Um bebé que nasça antes disso é considerado de pré-termo ou prematuro.

Conforme a idade gestacional, os prematuros podem ser classificados como:

  • Pré-termo limiar, os nascidos entre as 33 e as 36 semanas e/ou um peso ao nascimento entre os 1500 e os 2500 gramas;
  • Prematuro moderado, os nascidos entre as 28 e as 32 semanas e/ou um peso ao nascimento entre os 1000 e os 1500 gramas;
  • Prematuro extremo, se nascem antes das 28 semanas e/ou um peso ao nascimento inferior a 1000 gramas. São estes os casos com problemas mais frequentes e mais graves.

Dependendo da sua idade gestacional, que determina o grau de imaturidade dos seus órgãos e sistemas, o bebé prematuro terá assim um aspeto físico diferente, um maior ou menor risco de sofrer complicações e uma diferente probabilidade de sobreviver, podendo desta forma necessitar de diferentes tipos de cuidados. É uma fase de extrema importância, durante a qual estes bebés, principalmente os que nascem antes das 35 semanas, necessitam de uma atenção especial e de cuidados extraordinários, para conseguirem amadurecer biologicamente e sobreviver fora do útero materno.

Os pulmões são os últimos órgãos a terminarem o seu desenvolvimento, pelo que os problemas respiratórios são as complicações mais frequentes nestes bebés. Nestas situações de imaturidade pulmonar é necessária a oxigenação através de um ventilador ou de uma incubadora, até que os pulmões adquiram a maturidade completa.

Também os reflexos de mamar e de deglutição estão frequentemente ainda ausentes. Quando assim é, a alimentação tem de ser feita através de uma sonda gástrica, até que aqueles reflexos se desenvolvam.

A prematuridade também se manifesta por imaturidade de alguns dos centros cerebrais de controlo de determinadas funções vitais, como seja o controlo da temperatura corporal - o que torna necessário manter a temperatura destes bebés através de aquecedores ou incubadoras -, ou do centro respiratório - o que pode levar a períodos de apneia e, consequentemente a situações de bradicardia.