Doutoramento de Paulo Rego em Ortopedia aprovado com ‘distinção e louvor’

Doutoramento de Paulo Rego em Ortopedia aprovado com ‘distinção e louvor’

Paulo Rego, coordenador da ortopedia do Hospital da Luz Lisboa e diretor do serviço de ortopedia do Hospital Beatriz Ângelo (HBA), defendeu a tese de doutoramento esta semana na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, tendo sido aprovado com distinção e louvor.

A dissertação, apresentada perante um júri composto pelos mais importantes professores de Ortopedia das faculdades de medicina do país e presidido por Ducla Soares, da Universidade de Lisboa, no passado dia 14 de julho, foi dedicada ao tema «Conflito Femoroacetabular: Contributo para o Conhecimento da sua Fisiopatologia e Análise dos Resultados da Cirurgia».

Na tese de doutoramento, Paulo Rego começa por defender que «a preservação cirúrgica de uma estrutura anatómica parece ser mais interessante do que a sua substituição», explicando depois que «no caso das articulações, este conceito parece ser ainda mais adequado pelos problemas, ainda não resolvidos, relacionados com os implantes utilizados em cirurgia ortopédica». A partir daqui, o especialista desenvolve o tema: «Procuramos com esta tese provar a eficácia da cirurgia do conflito femoroacetabular e descrever a anatomia vascular intra-articular e intraóssea, em aspetos que ainda não tinham sido descritos antes. As deformidades ósseas 'cam' foram quantificadas também, descrevendo também um parâmetro radiográfico original nunca antes publicado – o ângulo Ómega. A quantificação da deformidade em termos tridimensionais e o conhecimento da anatomia vascular, para além de permitirem uma execução técnica mais rigorosa das cirurgias mais simples, aumentam a segurança de outros procedimentos de realinhamento mais complexos da anca em crescimento».

Para esta tese, Paulo Rego estudou cerca de 200 doentes com 5 anos de seguimento.

Na foto, da esquerda para a direita, o júri das provas deste doutoramento: Paulo Costa, José Guimarães Consciência, João Eurico Fonseca, Jacinto Monteiro (que foi o orientador da tese), Ducla Soares (presidente do júri), António Oliveira, Fernando Fonseca e Gonçalves Ferreira. No meio, o novo Doutor em ortopedia, Paulo Rego.