Bastonário analisa futuro da Medicina na sessão clínica do Hospital da Luz Lisboa

Bastonário analisa futuro da Medicina na sessão clínica do Hospital da Luz Lisboa

O Bastonário da Ordem dos Médicos foi o convidado da habitual sessão clínica semanal do Hospital da Luz Lisboa, na passada quarta-feira. A intervenção inicial de Miguel Guimarães teve por mote ‘Os desafios da Medicina no presente, passado e futuro’.

Ao longo de uma hora, o Bastonário dos médicos fez um ponto da situação sobre a prática da Medicina na atualidade e deu a sua visão sobre as principais questões com que os seus profissionais irão defrontar-se no futuro. O Dr. Miguel Guimarães respondeu ainda às perguntas dos profissionais do Hospital presentes no auditório, que incidiram sobretudo nos temas da formação médica e da responsabilização da prática clínica.

Sobre o problema da falta de vagas para especialidade no setor público, o Bastonário considerou que as instituições privadas de saúde como o Hospital da Luz têm um papel fundamental na formação dos novos médicos – cabendo à Ordem dos Médicos, como se sabe, avaliar a idoneidade formativa das respetivas equipas. Por outro lado, e na sequência das dúvidas suscitadas sobre a forma de responsabilização de médicos que defendem nos meios de comunicação social posições clínicas contrárias às que são comprovadamente consideradas boas práticas, o Dr. Miguel Guimarães recordou que só pode atuar disciplinarmente em relação aos profissionais que estão inscritos na Ordem.

Na foto, José Roquette, diretor clínico do Hospital da Luz Lisboa, e o bastonário dos médicos.