Ministério da Saúde reconhece Hospital da Luz como centro de referência no tratamento do cancro do reto

Ministério da Saúde reconhece Hospital da Luz como centro de referência no tratamento do cancro do reto

O Hospital da Luz foi reconhecido pelo Ministério da Saúde como centro de referência no diagnóstico e tratamento dos doentes com cancros do reto. Este reconhecimento significa que a prestação de cuidados nesta área é de elevada qualidade, possuindo os requisitos que lhe permitem um reconhecimento internacional. O Hospital Beatriz Ângelo, o hospital público gerido em parceria público-privada pela Luz Saúde, recebeu também o reconhecimento como centro de referência para esta patologia.

A Direção Geral de Saúde (DGS), que liderou o processo de seleção dos centros de referência nos hospitais de todo o país, fez a escolha com base em critérios rigorosos relacionados com a casuística do Hospital no diagnóstico e tratamento do cancro do reto e com o cumprimento de requisitos de qualidade específicos, relacionados com os resultados obtidos no tratamento desta patologia.

Isto significa que o Hospital provou ter quantidades significativas de doentes com o mesmo tipo de cancro, que são diagnosticados e tratados no Hospital da Luz. Mas não só: teve de indicar os resultados específicos desses casos - ou seja, as taxas de complicações, de reincidências, de mortalidade, a média de dias de internamento, as taxas de risco clínico e as medidas de segurança clínica, etc -, provando ter excelentes indicadores nesses resultados. A transparência de processos e a garantia de que a atividade assistencial é multidisciplinar e assegura a possibilidade de investigação clínica e de formação dos profissionais mais jovens no Hospital da Luz foram outros indicadores considerados pela DGS para esta escolha.

Finalmente, os protocolos clínicos adotados no Hospital, a forma de organização das equipas e a qualidade dos profissionais do Hospital da Luz permitiram obter excelentes resultados no diagnóstico e tratamento dos doentes com esta patologia, o que foi também reconhecido agora pelo Ministério da Saúde com a escolha do Hospital da Luz como centro de referência.

O concurso da DGS, aberto em setembro passado, destinou-se a todos os hospitais do país, públicos e privados, para «reconhecimento de Centros de Referência Nacionais para a prestação de cuidados de saúde, designadamente para diagnóstico e tratamento de doenças» oncológicas, entre outras, como indica a portaria nº 194/2014.

O objetivo, segundo o documento da DGS publicado em Diário da República, era identificar os serviços hospitalares que «concentrem casuística e recursos para o diagnóstico, tratamento e investigação» de diferentes patologias médicas e cirúrgicas, e que possam ser reconhecidos pela sua qualidade, tanto internamente, como num contexto de oferta de cuidados de saúde a cidadãos estrangeiros da União Europeia e da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

Os hospitais portugueses apresentaram mais de uma centena de candidaturas, entre elas as do Hospital da Luz - a maior unidade privada do grupo Luz Saúde – e do Hospital Beatriz Ângelo – o hospital público que é gerido pela Luz Saúde em regime de parceria público-privada –, em ambos os casos para reconhecimento de Centro de Referência de oncologia de adultos nas áreas do cancro do reto.