Prémio Nacional de Gastrenterologia atribuído a médica do HBA

Prémio Nacional de Gastrenterologia atribuído a médica do HBA

Joana Torres, especialista do serviço de gastrenterologia do Hospital Beatriz Ângelo (HBA), recebeu o Prémio Nacional de Gastrenterologia 2016, atribuído pela Sociedade Portuguesa desta especialidade, pelo trabalho «Farnesoid x receptor expression in microcospic colitis: a potential role in disease ethiopathogenesis». 

O prémio foi entregue na sessão de abertura da Semana Digestiva 2017, que está a decorrer no Algarve até 10 de junho e reúne cerca de 700 especialistas nacionais desta área, sendo, por isso, segundo a comissão organizadora do evento, «o fórum por excelência das sociedades científicas que abordam as doenças do aparelho digestivo».

A médica do HBA já fora foi distinguida, em 2016, com o prémio Dean’s Healthcare System Icahn School of Medicine pelos resultados de uma investigação sobre a doença inflamatória do intestino, no âmbito do estudo MECONIUM, desenvolvido no Hospital Mont Sinai, em Nova Iorque. Foi também pelos resultados de um outro estudo, o projeto PREDICTIS da equipa do médico Jean-Fredéric Colombel, igualmente a ser desenvolvido no Mont Sinai, que Joana Torres recebeu outra distinção no ano passado.

Além de Joana Torres, a Semana Digestiva 2017 contou com a presença e participação de vários especialistas médicos e cirurgiões das unidades do Grupo Luz Saúde, assim como da CEO da Luz Saúde, Isabel Vaz.

Na sessão sobre «Uma nova gestão para medir cuidados de saúde», realizada no primeiro dia deste evento, em que foi uma das palestrantes convidadas, Isabel Vaz defendeu que a gestão dos cuidados de Saúde passará cada vez mais a ser centrada no doente - numa altura em que as tecnologias da informação permitem aos doentes ser uma voz ativa em todo o processo de cuidados - mas com uma clara “liderança médica”, que assegure decisões de qualidade com o maior benefício para os doentes, conforme explicou à News Pharma.

Nesta sessão, moderada pelo bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, o diretor clínico e do Departamento de Cirurgia do HBA e diretor adjunto do Hospital da Luz Lisboa (HLL), Rui Maio, foi também um dos intervenientes. O cirurgião fez uma apresentação onde explicou o que são e como se medem os PROM e PREM (Patient Reported Outcome and Experience Measures), um meio de avaliação dos resultados clínicos e dos cuidados de saúde, no qual também participam os pacientes. Trata-se de um modelo de avaliação e de melhoria contínua da prestação de cuidados de saúde cada vez mais útil para os profissionais e em crescente utilização nos serviços de saúde dos países com sistemas mais desenvolvidos, como o NHS britânico. 

Marília Cravo, diretora do serviço de Gastrenterologia do HBA e coordenadora adjunta do Centro de Oncologia do HLL, e a gastrenterologia Catarina Fidalgo, também do HBA e do HLL, foram outras palestrantes convidadas nesta Semana Digestiva 2017.