Rosado Pinto presidiu a Assembleia Mundial da GARD

Rosado Pinto presidiu a Assembleia Mundial da GARD

O médico Rosado Pinto, coordenador da Imunoalergologia do Hospital da Luz (HL), presidiu, em representação da Direção-Geral da Saúde e do HL, à 10ª Assembleia Mundial da GARD (Global Alliance Against Chronic Respiratory Diseases), que se realizou em julho passado, em Lisboa, sob a égide da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Nesta reunião internacional, estiveram delegados de 31 países de todo o Mundo, como a Síria, o Bangladesh, Angola e Moçambique, e de 52 organizações internacionais ligadas às doenças respiratórias crónicas.

Durante o evento, o médico do Hospital da Luz foi eleito para a comissão executiva da GARD, para um mandato de quatro anos.

A GARD é uma aliança voluntária de mais de 90 organizações, instituições e agências nacionais e internacionais, criada sob a égide da OMS, em Geneve, na Suiça, que trabalham para o mesmo objetivo: a melhoria da saúde respiratória a nível global. Mais de mil milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de doença respiratória crónica, sendo esta uma das quatro patologias com maior incidência a nível global, a par das doenças oncológicas, cardiovasculares e da diabetes.

Nesta 10ª Assembleia Mundial, os membros da GARD discutiram modelos que permitam aumentar o reconhecimento da importância das doenças respiratórias crónicas a nível local, regional e nacional, assim como formas de integração da prevenção e controlo destas doenças no contexto dos cuidados de saúde primários.