Urologistas do Hospital da Luz Lisboa

Cirurgia ao vivo no Challenges in Laparoscopy and Robotics 2016

Cirurgia ao vivo no Challenges in Laparoscopy and Robotics 2016

A equipa do Hospital da Luz Lisboa formada por Kris Maes e Rui Formoso, médicos urologistas, e José Passos, enfermeiro instrumentista, fez uma das cirurgias transmitidas ao vivo - uma prostatectomia radical robótica - para os especialistas presentes no Challenges in Laparoscopy and Robotics 2016, que decorreu nos dias 9 a 11 de junho, em Lisboa, e que reuniu urologistas de vários pontos do globo.

O Challenges in Laparoscopy and Robotics é organizado desde 2004. A 13ª edição deste congresso internacional centrou-se nos avanços mais recentes da técnica cirúrgica laparoscópica e robótica na área da urologia, com palestras, debates e diversas cirurgias transmitidas ao vivo, realizadas pelos mais conceituados cirurgiões urologistas mundiais.

Kris Maes é urologista do Hospital da Luz 2010, coordenador do Centro de Uro-Oncologia e do Centro de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica para a área de urologia. Anteriormente fez a sua carreira no Hospital de Sint-Blasius (Dendermonde, Bélgica), sendo pioneiro neste país em cirurgia laparoscópica urológica. Iniciou-se em cirurgia robótica urológica em 2006, utilizando o sistema Da Vinci, e é formador (proctor) em cirurgia robótica urológica da Intuitive Surgical para a Europa, tendo já realizado mais de 1700 procedimentos laparoscópicos e robóticos e mais de 1000 prostatectomias robóticas. 

No Hospital da Luz Lisboa, já foram feitas mais de 700 cirurgias robóticas, cerca de 400 na área da urologia, sendo estas principalmente prostatectomias, mas também outros procedimentos, nomeadamente nefrectomias parciais retroperineais.

Além da sua participação na cirurgia ao vivo, Rui Formoso integrou a comissão organizadora local do Challenges in Laparoscopy and Robotics 2016, e Manuel Ferreira Coelho, diretor do Serviço de Urologia do Hospital da Luz Lisboa, moderou a sessão em que foi transmitida a cirurgia ao vivo realizada pela equipa dirigida por Kris Maes.