Cirurgião do Hospital da Luz em missão humanitária no Sudão do Sul

Cirurgião do Hospital da Luz em missão humanitária no Sudão do Sul

O cirurgião geral do Hospital da Luz Carlos Ferreira esteve, durante seis semanas, num dos países mais perigosos e pobres do Mundo, o Sudão do Sul, integrando uma missão humanitária do Comité Internacional da Cruz Vermelha (ICRC).

Carlos Ferreira foi destacado para uma Mobile Surgical Team do ICRC – uma equipa de médicos e enfermeiros que faz cirurgia de guerra em zonas classificadas como frentes de batalha – e percorreu os vários pontos do Sudão do Sul onde a Cruz Vermelha Internacional apoia as populações vitimas da guerra civil que assola o país há décadas. A sua equipa, que incluiu também um anestesista e dois enfermeiros, realizou mais de 140 cirurgias a feridos de guerra, civis e militares de ambos os lados do conflito. 

Esta foi a primeira missão em que Carlos Ferreira participou. Antes de poder integrar uma das Mobile Surgical Team do ICRC, o cirurgião do Hospital da Luz foi sujeito a um rigoroso processo de seleção e formação, que durou quase um ano.

Durante as missões, o ICRC supervisiona todo o trabalho dos seus voluntários, cuja avaliação final é determinante para a participação noutras missões. Carlos Ferreira, entretanto, já recebeu novas propostas para futuras missões do mesmo género.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha (ICRC), sedeado em Genebra, na Suiça, é uma instituição humanitária com 150 anos de atividade, que recebeu três vezes o prémio Nobel da paz (1917, 1944, 1963). Tem como missão proteger vítimas de conflitos armados, incluindo feridos de guerra, prisioneiros e refugiados civis, entre outros, promovendo o respeito pelo direito internacional humanitário, a defesa dos direitos humanos, a proteção de civis, o acompanhamento de detidos,  a erradicação de minas, a segurança económica, as ligações familiares, a disponibilidade de água e alimentos, as condições de alojamento e a saúde. Nesta área, a cirurgia de guerra está a cargo das Mobile Surgical Teams, que integram missões do ICRC quando os sistemas locais não permitem cuidar dos feridos de guerra.

O Sudão do Sul é um dos países onde a Cruz Vermelha Internacional tem um papel particularmente importante. Trata-se da mais recente nação independente do Mundo, reconhecida como tal pelas Nações Unidas em 2011. Apesar de rico em petróleo, o Sudão do Sul continua a ser um dos mais pobres países do Mundo. Aqui, mais de 80% da população não tem acesso a serviços básicos de saúde, educação ou saneamento básico. Desde 1980, quando rebentou a segunda guerra civil, esta região tem vivido em permanente conflito armado, obrigando à deslocação de milhões de pessoas e fazendo milhares de mortos e feridos de guerra.

Carlos Ferreira, 43 anos, é especialista em cirurgia geral desde 2008 e integra a equipa do Departamento de Cirurgia Geral do Hospital da Luz desde 2010. Saiba mais sobre o médico Carlos Ferreira.