Hospital da Luz Lisboa no Congresso Nacional de Medicina Nuclear

Hospital da Luz Lisboa no Congresso Nacional de Medicina Nuclear

O XVI Congresso Nacional de Medicina Nuclear, promovido pela sociedade portuguesa da especialidade, decorreu em Lisboa, entre 23 e 25 de novembro, no Museu do Oriente, e contou com um grande envolvimento dos colaboradores do Hospital da Luz Lisboa, que organizaram mesas redondas, fizeram comunicações e apresentaram posters.

Maria do Rosário Vieira, coordenadora do Departamento de Medicina Molecular do Hospital da Luz Lisboa, foi responsável pela organização de uma mesa redonda dedicada aos tumores neuroendócrinos. Neste debate, participou também, como comentadora, Teresa Timóteo, médica oncologista do mesmo hospital.

Entre as palestras realizadas, destacaram-se a de Rui Maio, diretor clínico do Hospital Beatriz Ângelo e diretor clínico adjunto do Hospital da Luz Lisboa, intitulada ‘O volume da doença constitui um valor prognóstico para PRRT com 177Lu-DOTA-TATE’, e a de Vanessa Sousa, médica interna de Medicina Nuclear do Hospital da Luz Lisboa, ‘Definição de prognóstico após terapêutica com PRRT: influência da imagem com dois radiofármacos diferentes, 68Ga-DOTA-NOC e 18F-FDG’.

Numa comunicação oral, Vanessa Sousa apresentou também uma revisão dos exames com 68Ga-PSMA-11 (radiofármaco inovador e específico para avaliação de tumores prostáticos), realizados no Hospital da Luz. De salientar que, na região da grande Lisboa, existem somente dois centros a realizar este estudo.

Finalmente, a equipa do Hospital da Luz participou ainda nas sessões de posters: ‘PET-CT 68Ga-PSMA-Estudo dinâmico. Aspectos técnicos e avaliação preliminar’, apresentado pela técnica Denise Calado, e ‘Avaliação da taxa de dose após realização de terapêutica com Iodo-131 para o carcinoma diferenciado da tiroideia’, apresentado pelo técnico Ricardo Jorge.