Voltar

Doenças dos pés nas várias idades

Doenças dos pés nas várias idades

Nas crianças...

Os pés das crianças são frágeis e o seu desenvolvimento correto pode ser afetado por problemas facilmente evitáveis, como o uso de calçado não adequado. 

A deteção de um desgaste anormal do calçado, de um apoio incorreto dos pés, de alterações da pele e das unhas, de problemas na marcha, de queixas de dor nos pés ou de quedas e tropeçar frequente, devem alertar para um problema possível e para a necessidade de aconselhamento profissional.

Nas crianças, são comuns também as alterações estruturais designadas pé chato ou pé plano, bem como as alterações do caminhar com um ou os dois pés virados para dentro). Muitas das alterações estruturais podem ser prevenidas ou corrigidas com palmilhas próprias.

O diagnóstico precoce e tratamento atempado de problemas dos pés das crianças é fundamental para garantir o seu crescimento correto e prevenir doenças estruturais ou outras em idades posteriores.

Mais tarde...

Com o avançar da idade, os pés ficam mais vulneráveis a doenças e lesões, tanto relacionadas com o desgaste que sofrem, como com o tipo e nível de atividade física ao longo da vida e com doenças com impacto ao nível dos pés.

Estima-se que aos 50 anos de idade, os pés já percorreram em média 86 mil quilómetros e que estejam muito mais sensíveis ao desenvolvimento de artrite do tornozelo e de outras articulações e de deformidades articulares e dos dedos.

As alterações dos tecidos com a idade aumentam também, por exemplo, a probabilidade de formação de calos e calosidades.