Voltar

Litíase urinária

Os cálculos do aparelho urinário, vulgarmente designados por "pedra no rim" são muito comuns na população dos países desenvolvidos. São mais frequentes entre os 30 e os 50 anos de idade e predominam no sexo masculino.

São estruturas sólidas, resultantes da agregação de cristais, frequentemente originados por alterações metabólicas crónicas que levam ao aumento da excreção de substâncias promotoras da formação ou à redução dos inibidores de cristalização. É frequente estes dois mecanismos estarem associados.

A doença pode ser silenciosa. Manifesta-se normalmente por um quadro de cólica renal, episódio que se repete em cinco a dez anos, em mais de metade dos doentes.

O tratamento desenvolve-se habitualmente em três fases:

  • tratamento urgente do episódio agudo doloroso
  • remoção programada do cálculo
  • prevenção da formação de novos cálculos

A adoção de medidas de prevenção corretas pode reduzir em cerca de 75% o aparecimento de novos cálculos.