Centro de Cardiologia

O Centro de Cardiologia do Hospital da Luz Póvoa de Varzim oferece uma estrutura humana e tecnológica que permite efectuar a prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças cardiovasculares na criança e no adulto.

As doenças cardiovasculares constituem a principal causa de morte e incapacidade nos países ocidentais. O enfarte agudo do miocárdio é a segunda causa de morte em Portugal, sendo a primeira os acidentes vasculares cerebrais. Trata-se assim de um problema grave com repercussões socio-económicas evidentes.

Nos últimos anos tem-se assistido a um extraordinário progresso na área da cardiologia, quer em termos de fármacos, quer em termos de técnicas, o que tem contribuído decisivamente para melhorar o diagnóstico e o prognóstico do doente cardíaco. Deste modo, é fundamental que existam instituições que acompanhem estes avanços e que estejam devidamente habilitadas para prestar os cuidados adequados.

No Hospital da Luz Póvoa de Varzim os profissionais de Cardiologia estão preparados para responder, com elevado grau de qualidade a estes desafios. O corpo clínico do Centro de Cardiologia possui uma vasta experiência nas diferentes áreas, desde a ecocardiografia à hemodinâmica, não esquecendo a vertente clínica.

O Centro de Cardiologia doHospital da Luz Póvoa de Varzim distingue-se nas seguintes áreas principais:

  • Meios complementares de diagnóstico
  • Implantação de pacemakers
  • Cardioversão elétrica
  • Check-up cardíaco
  • Cardiologia pediátrica

Principais Meios Complementares de Diagnóstico


Implantação de Pacemakers

O coração funciona como uma bomba e um orgão elétrico. O coração consegue bater devido aos impulsos elétricos que produz; estes impulsos percorrem as passagens elétricas do coração provocando uma contração muscular que bombeia o sangue para todo o organismo. Habitualmente, estes impulsos provêm de uma pequena área do coração denominada nó sino-auricular (SA).

Por vezes, o coração bate muito lentamente, o que pode ser provocado pelo funcionamento incorreto do nó SA ou por uma condição chamada bloqueio cardíaco. Se a frequência cardíaca é muito baixa, as cavidades do coração não se contraem vezes suficientes para fornecer a quantidade de sangue suficiente ao organismo, podendo surgir fadiga, tonturas, desmaios e insuficiência cardíaca.

O pacemaker é um aparelho que geralmente é implantado no peito, e que fornece energia elétrica para estimular o coração quando deteta um ritmo lento, melhorando dessa forma os sinais e sintomas descritos anteriormente.

Cardioversão Elétrica

A cardioversão é um procedimento em que um choque elétrico é aplicado ao coração de modo a converter um ritmo cardíaco irregular ou rápido (arritmia) num ritmo regular, normal. Para isto é utilizada um dispositivo chamado desfibrilador e que emite a energia elétrica (ou “choque”) para atuar ao nível do músculo cardíaco.

Algumas arritmias são benignas, bem toleradas e com bom prognóstico, ou seja, não costumam agravar-se. Outras são muito graves e para além dos sintomas (palpitações, desconforto torácico, tonturas e desmaios) podem inclusivé provocar a morte.

A cardioversão elétrica é utilizada para tratar várias arritmias potencialmente graves (a mais frequente é a a fibrilhação auricular) e que não respondem ao tratamento com fármacos. O procedimento dura apenas alguns minutos e é efetuado sob anestesia geral e idealmente num laboratório de eletrofisiologia.

Check-up Cardíaco

No Centro de Cardiologia é possível avaliar, em apenas algumas horas, o verdadeiro estado do seu coração, contando para tal com a experiência e profissionalismo da equipa composta por médicos e técnicos altamente especializados.

Cardiologia Pediátrica

A grande maioria das doenças cardíacas na infância são devidas a malformações congénitas, isto é, a defeitos no desenvolvimento que fazem com que o coração não tenha uma forma normal. Cerca de 8 em cada 1000 crianças nascem com algum tipo de malformação cardíaca, o que torna as cardiopatias congénitas a forma mais frequente de malformação presente no crescimento e a maior causa de mortalidade nos países desenvolvidos. Outras cardiopatias são triviais e não têm qualquer importância para o correto funcionamento do sistema cardiovascular pelo que podem passar despercebidas durante a infância e serem descobertas por acaso em consultas de rotina. Desconhece-se a causa da maioria destas doenças embora certos casos possam ser relacionados com doenças maternas, defeitos genéticos ou fatores ambientais.