Uma aula sobre suporte básico de vida no Externato Marista de Lisboa

Três turmas do 9º ano do Externato Marista de Lisboa assistiram ontem a uma aula diferente, dada pelo enfermeiro coordenador do Hospital da Luz Clínica da Amadora, Paulo Fonseca. Divididos em três sessões, os 93 alunos envolvidos nesta atividade tiveram a oportunidade de aprender as noções básicas para avaliar e socorrer uma pessoa que entre em paragem cardiorrespiratória.

Cada aula começou com uma parte teórica, em que Paulo Fonseca explicou como está organizado o sistema nacional de emergência médica e exibiu um filme sobre a forma correta de fazer manobras de socorro e reanimação. De seguida, os alunos puderam praticar as manobras de suporte de vida em manequins.

Recorde-se que as estatísticas indicam que, em média, há uma pessoa que entra em paragem cardiorrespiratória a cada 90 segundos, sendo que as possibilidades de sobrevivência dependem da rapidez com que lhe forem prestadas manobras de suporte básico de vida: compressões no tórax intervaladas por ventilação com ar expirado (‘respiração boca-a-boca’) e colocação em posição lateral de segurança. Estas matérias integram, aliás, o programa de Ciências Naturais do 9º ano de escolaridade, tendo a professora responsável da disciplina no Externato Marista de Lisboa, Carla Pretarouca, considerado “muito útil” esta formação disponibilizada pelo Hospital da Luz.

Além das suas funções no Hospital da Luz Clínica da Amadora, Paulo Fonseca é também formador do INEM.