Hospital da Luz faz cirurgia complexa da aorta torácica

O Centro Cardiovascular do Hospital da Luz Lisboa fez, no passado dia 17 de outubro, a primeira cirurgia com recurso a uma prótese híbrida (frozen elephant trunk surgery) num doente com patologia grave da aorta torácica. Realizada pelo cirurgião cardiotorácico Ricardo Arruda, foi a primeira operação deste género numa unidade de saúde privada em Portugal.

O doente, um homem de 63 anos, apresentava patologia na aorta (a principal artéria do sistema circulatório do corpo humano) em duas zonas: dilatação da crossa da aorta, com aneurisma sacular inferior, e dilatação da aorta torácica descendente. A colocação da prótese E-Vita Open Plus permite no mesmo tempo cirúrgico tratar as duas patologias.

«Pela abordagem clássica, teríamos de fazer duas operações separadas (uma esternotomia e uma toracotomia). Com esta prótese, podemos tratar na mesma operação duas zonas da aorta que são habitualmente ‘incompatíveis’ em termos de abordagem cirúrgica simultânea», explica Ricardo Arruda. A cirurgia – que durou cinco horas – foi feita com recurso a circulação extracorporal, hipotermia profunda e perfusão seletiva dos troncos supra aórticos. O doente teve alta ao 9º dia de pós-operatório e, passado o período de recuperação, estará apto a fazer a sua vida normal.