Hospital da Luz Lisboa participa na primeira semana mundial de cirurgia robótica

O Hospital da Luz Lisboa é um dos 16 centros hospitalares onde estão a realizar-se cirurgias urológicas robóticas com transmissão em direto para todo o mundo, durante a primeira semana mundial de cirurgia robótica organizada pela SRS (Society of Robotic Surgery – Sociedade de Cirurgia Robótica). A partir de 17 de junho, o Worldwide Robotic Surgery Event 24/7 vai transmitir em direto cirurgias realizadas pelos mais experientes e conceituados cirurgiões de todo o mundo, entre os quais Kris Maes, diretor do Serviço de Urologia e coordenador dos centros de Uro-Oncologia e de Cirurgia Robótica e Minimamente Invasiva do Hospital da Luz Lisboa.

Esta ‘maratona’ mundial de cirurgias urológicas robóticas com transmissão em direto inclui prostatectomias radicais (RARP), nefrectomias parciais (RAPN), cistectomias radicais laparoscópicas (RARC) e transplantes renais. Kris Maes fará, a 18 de junho, às 11h, uma prostatectomia radical com PLND (Pelvic Lymph Node Dissection).

Participam também nesta iniciativa da SRS os cirurgiões Alexander Mottrie (O.L.V. Clinic, Aalst, Bégica), Abolfazl Hosseini (Karolinska, Estocolmo), Walter Artibani (Policlinico Abano, Itália), Dmitry Pushkar (Moscow State University of Medicine and Dentistry, Rússia), Richard Gaston, Thierry Piechaud e Jeans-Luc Hoepffner (Clinique St. Augustin, Bordéus), Prokar Dasgupta e Benjamin Challacombe (Guys Hospital, Londres), Ashutosh K. Tewari, Ketan Badani e Peter Wiklund (Mount. Sinai, Nova Iorque), Vipul Patel (Global Robotics Institute, Flórida), James Porter (Swedish Medical Center, Seattle), Rafael Coelho (Hospital Universitário de São Paulo), Eddie Chan (Prince of Wales Hospital, Hong-Kong), Koon Rha (Yonsei University Severance Hospital, Seu), Rajesh Ahlawat (Fortis Escorts, Nova Déli) e Declan Murphy (Peter MacCallum Cancer Centre, Melbourne).

De origem belga, Kris Maes foi pioneiro na cirurgia robótica em Portugal, tendo contribuído para a formação e desenvolvimento de muitos médicos portugueses e de vários hospitais europeus. A cirurgia minimamente invasiva foi, desde o início, uma das principais apostas do Hospital da Luz Lisboa, pela inovação constante que lhe está associada, pela diversas áreas em que pode ser usada e pelas vantagens que tem para os doentes. Já aqui foram realizadas mais de mil cirurgias robóticas, a maioria para tratamento de doenças oncológicas, nas áreas da urologia, cirurgia geral e cirurgia torácica, entre outras.


Para aceder às transmissões do Worldwide Robotic Surgery Event 24/7