Médico de família: o mais próximo de nós e sempre

«Acompanhamos incondicionalmente a pessoa ao longo da vida, desde que nasce até que morre, nas fases avançadas da doença ou nos momentos em que está saudável», salienta João Sequeira Carlos, diretor do Serviço de Medicina Geral e Familiar (MGF) do Hospital da Luz Lisboa, a propósito do Dia Mundial do Médico de Família que se assinala a 19 de maio.

A data foi instituída em 2010 pela Organização Mundial dos Médicos de Família (WONCA, na sigla inglesa), como forma de destacar o papel e o contributo destes especialistas na prestação de cuidados de saúde. É também uma oportunidade para celebrar os progressos alcançados em MGF e cuidados de saúde primários.

O tema proposto para este ano pela WONCA é “Family doctors – caring for you for the whole of your life”. Em Portugal a Associação Portuguesa de MGF complementa a ideia com o lema ‘Médico de Família, o mais próximo de mim’, tendo como objetivo chamar a atenção para a abrangência de cuidados de saúde prestados por esta especialidade e a relação próxima que deve existir entre o especialista de MGF e os doentes ao longo de toda a sua vida, incluindo os seus familiares.

«Todos os doentes deviam poder ter a sua agenda de cuidados de saúde, com a ajuda do médico de família», acrescenta João Sequeira Carlos, explicando: «É que, em qualquer momento da sua vida, e em qualquer condição de saúde, vão necessitar de coordenação de cuidados e de uma orientação prestada por quem está na melhor posição para o fazer, que são o médico de família e a sua equipa de trabalho (enfermeiro de família e secretário clínico)».

As consultas de Medicina Geral e Familiar estão disponíveis em quase todas as unidades da rede Hospital da Luz.