Cursos de simulação em cirurgia oftalmológica do Hospital da Luz Learning Health ‘são o futuro’

«Nos cursos de simulação, não há problema com o erro – o erro é até bem-vindo, pois permite aprender. Nesta medida, estes cursos são o futuro, permitindo uma formação personalizada e altamente qualificada, extraindo o doente da curva de aprendizagem», salientou Filomena Ribeiro, coordenadora do Serviço de Oftalmologia do Hospital da Luz Lisboa, na abertura do Vídeo Simpósio em Cirurgia da Catarata Complexa, realizado a 29 de março no auditório daquela unidade. No dia seguinte, 30 de março, os médicos que realizaram o Curso Avançado de Catarata testemunharam também que estes cursos «são uma mais-valia» em termos de formação médica.

Estes são os primeiros cursos de simulação em Portugal na área da cirurgia oftalmológica (cirurgia da catarata e vitreorretiniana) e estão a ser realizados pelo Hospital da Luz Learning Health. O treino baseado em simulação proporciona uma aprendizagem em ambiente seguro, realístico e previsível, sem pôr o doente em risco – e, no caso, estas formações destinam-se a médicos internos e especialistas de Oftalmologia.

O Vídeo Simpósio contou com a participação de conceituados especialistas nacionais e internacionais e o apoio dos principais cursos internacionais de cirurgia da catarata (Facoelche, Facoextrema, Facocaraibas e Centro Mejicano de Cirujanos de Catarata). Através de um formato inovador, por videoconferência e interação com o auditório, foram apresentados e discutidos diversos casos cirúrgicos – proporcionando, tanto aos que se encontravam no Hospital da Luz Lisboa como aos que seguiam a sessão online, a oportunidade de ouvir convidados como Robert Osher (a partir de Cincinnati, EUA), Ike Ahmed (a partir de Toronto, Canadá), Luis Escaf (Barranquilla, Colômbia), Gerardo Valvecchia (Buenos Aires, Argentina) e Eduardo Viteri (Quito, Equador), Fernando Soler (Espanha), Guadalupe Cervantes (Cidade do México) e Oscar Asis (Espanha).

Já no Curso Avançado de Catarata, os formandos treinaram procedimentos cirúrgicos em olhos artificiais, casos complexos de cirurgia de catarata no simulador Eyesi® Surgical (como aumento de tensões de cápsula, zônulas fracas e complicações) e ainda exames à retina feitos através do Eyesi® Indirect, um simulador de oftalmoscopia indireta. No final, todos salientavam «o realismo» dos simuladores.

Filomena Ribeiro, diretora destes cursos, salientou «o entusiasmo» geral, tanto dos formandos como dos formadores, estes últimos pertencentes aos serviços de oftalmologia de várias unidades do Hospital da Luz: os médicos Ana Souza e Silva, Bernardo Feijóo, Cláudia Bacalhau, Daniele Oliveira, Fernanda Vaz, Filomena Silva, Isabel Prieto, Filipe Simões, Mafalda Mota, Mara Ferreira, Nuno Amaral, Paul Campos, Paulo Guerra, Paulo Kaku, Pedro Carreira, Peter Pego, Rita Dinis da Gama Sílvia Todo Bom, Sofia Almada e Susana Teixeira.

«É muito gratificante e motivador conseguir-se esta interação entre o ensino e a aprendizagem. Vamos alargar esta experiência a outras áreas cirúrgicas oftalmológicas e estamos já a preparar futuros cursos que incluirão a possibilidade de ensino individual tutorizado, bem como formação médica continuada», conclui Filomena Ribeiro.