Médico do Hospital da Luz explica ‘cadeia de sobrevivência’ em filme do INEM

Daniel Ferreira, coordenador da Cardiologia Clínica do Hospital da Luz Lisboa e vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, explica a importância de todos os cidadãos conhecerem a chamada ‘cadeia de sobrevivência’ e saberem fazer manobras de suporte básico de vida (SBV) a vítimas de paragem cardiorrespiratória, num filme lançado pelo Instituto Nacional de Emergência (INEM) no Dia Mundial do Coração.

O filme apresenta o caso real de um jovem de 16 anos que, após paragem cardiorrespiratória por motivo desconhecido, apenas sobreviveu porque ao seu lado alguém percebeu de imediato o que se estava a passar e lhe foi fazendo ciclos de compressões e insuflações (‘respiração boca-a-boca’) até o INEM chegar com um desfibrilhador e depois levá-lo para o hospital.

«A morte súbita pode ocorrer em qualquer altura ou lugar», salienta Daniel Ferreira, lembrando que «há ali uns minutos essenciais» para a vítima, em que, se houver pessoas perto que se percebam da situação e saibam agir, podem ganhar tempo e salvar-lhe a vida, iniciando a chamada ‘cadeia de sobrevivência’: chamada do INEM pelo 112, realização de manobras de SBV até este chegar, ressuscitação da vítima pelo INEM com recurso a desfibrilhador e estabilização depois no hospital.

«E muito importante que todos os cidadãos conheçam estas manobras e a cadeia de sobrevivência. Se puderem, frequentem um curso de SBV e de desfibrilhação automática externa», apela Daniel Ferreira.

Veja aqui o vídeo aqui