Voltar

Cefaleias

 

A cefaleia é o nome genérico dado a uma dor localizada na cabeça ou na região superior do pescoço (região cervical). As suas causas são múltiplas, sendo das dores mais comuns - atualmente as cefaleias são a terceira causa mundial de incapacidade, segundo a Organização Mundial de Saúde. 

As cefaleias são classificadas três grandes grupos, conforme a sua origem.

Cefaleias primárias

O primeiro grupo são as cefaleias primárias. Este engloba os tipos mais frequentes de dores de cabeça, como a enxaqueca e a cefaleia de tensão.
Caracterizam-se por dores de cabeça recorrentes que ocorrem sem existir nenhuma alteração da estrutura do cérebro ou crânio que justifique a dor.
Na maioria dos casos, não é necessária a realização de qualquer exame complementar para diagnosticar as cefaleias deste grupo.

Cefaleias secundárias

O segundo grupo são as cefaleias secundárias.
Estas ocorrem por lesão das estruturas do crânio, do compartimento intracraniano, da face (incluindo olhos, ouvidos, nariz e boca), do pescoço e também algumas que ocorrem por disfunções orgânicas do corpo que influenciam o cérebro.
São, por exemplo, as cefaleias pós-traumáticas, as associadas à sinusite ou otites, as que são consequência da disfunção da articulação temporo-mandibular, as associadas a crises de hipertensão, entre outras.

Nestes casos é preciso identificar as características da dor, a existência de “sinais de alarme” e, se necessário, e após a observação, pode ser preciso realizar alguns exames complementares.

Nevralgias

O terceiro grupo refere-se a um tipo especial de dor, as nevralgias.
Estas ocorrem quando os nervos cranianos são incomodados por vários processos.
A principal nevralgia craniana é a nevralgia do trigémio, que pode ser secundária (por exemplo, uma inflamação ou infeção dentária) ou primária.
Este tipo de dor, nevrálgica, é sentido como uma dor aguda e intensa, tipo guinada ou choque elétrico, na zona do nervo afetado.

Tratamento

O tratamento das cefaleias primárias passa por identificar o tipo de dor e aplicar a terapêutica que tenha maior probabilidade de eficácia.
O tratamento das cefaleias ou nevralgias secundárias passa por identificar a causa da dor e tratar, se possível, essa mesma causa.
O tratamento das cefaleias pode ser, assim, muito diferente e envolver várias especialidades.

 

Raquel Gil-Gouveia
Médica neurologista
Hospital da Luz

 

No diagnóstico e tratamento de cefaleias podem intervir diversos especialistas. A neurologia é uma especialidade com uma intervenção muito importante nesta doença. Conheça os médicos especialistas em neurologia desta unidade da rede Hospital da Luz