António Setúbal publica estudo sobre patologia do útero

António Setúbal, coordenador do Hospital da Mulher e do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital da Luz Lisboa, publicou no Journal of Minimally Invasive Gynecollogy um artigo de revisão científica sobre uma doença do útero, de maior importância recente, detetada em mulheres sujeitas a cesariana. 

No artigo – intitulado ‘Treatment for uterine isthmocele: a pouch-like defect at the site of a cesarean section scar’ –, é feita uma análise dos estudos conhecidos sobre a abordagem desta patologia e uma revisão com base nos casos tratados no Hospital da Luz. Trata-se de uma patologia que pode surgir em torno da cicatriz da incisão feita durante uma cesariana: a parede do útero, nestes casos, deixa de estar totalmente integrada e forma uma espécie de bolsa, que pode, no limite, causar infertilidade ou rutura do próprio útero. Propõe-se, na conclusão, que o tratamento desta patologia seja feito através de cirurgia laparoscópica, vaginal, ou histeroscopia, devendo a opção ser tomada após discussão com a doente.

A equipa coordenada por António Setúbal que realizou este trabalho integra João Sequeira Alves, Filipa Osório, Adalgisa Guerra – todos do Hospital da Luz Lisboa –, Rodrigo Fernandes (Instituto do Cancro de S. Paulo, Brasil), Jaime Albornoz (Clínica Las Condes, Santiago, Chile) e Zacharoula Sidiroupoulou (Hospital de São Francisco Xavier, Lisboa).

Leia o resumo do artigo na PubMed