Carlos Moura explica cirurgia às varizes na SIC

Carlos Moura, cirurgião vascular do Hospital da Luz Lisboa, participou no programa da SIC ‘Dr. Saúde’, apresentado pelo médico de clínica geral Pedro Ramos, tendo esclarecido alguns «mitos e verdades» sobre a cirurgia às varizes.

As varizes – veias dilatadas e visíveis por baixo da pele – são uma doença venosa crónica que afeta cerca de 40% da população feminina e 25% da masculina. Devem ser tratadas, pois podem ser perigosas, como explicou Carlos Moura ao longo da sua intervenção no programa, emitido a 26 de abril passado: «Quando falamos de varizes, estamos a falar de risco de tromboflebites e de aparecimento de úlceras, que são de difícil tratamento».

Sobre a cirurgia às varizes, o médico especialista em angiologia explicou que é um procedimento «relativamente simples», quando comparado com outros: «Qualquer cirurgia tem riscos, mas os deste tipo de cirurgias são cada vez menores porque também cada vez mais os doentes se mobilizam muito rapidamente. Ou seja, o doente é sujeito a cirurgia, é tratado, tem alta e no dia seguinte está já de regresso ao seu local de trabalho e a trabalhar. Antigamente é que havia a noção errada de que o doente operado tinha de ficar em repouso absoluto e isto levava ao surgimento de complicações pós-operatórias». 

O médico, que exerce funções também no Hospital da Luz Oeiras e é coordenador do Centro de Angiologia e Cirurgia Vascular do Hospital da Luz Setúbal, esclareceu ainda questões como por que se formam as varizes e se estas voltam a reaparecer após a cirurgia.

Veja a intervenção de Carlos Moura na SIC