Médico do Hospital da Luz investiga por que as hormonas femininas causam tromboses e doenças cardiovasculares

Uma equipa multidisciplinar liderada por Paulo Luiz Farber, médico do Hospital da Luz Aveiro, descobriu uma das razões por que as hormonas femininas tanto podem serbenéficas como causar trombose e doenças cardiovasculares. Os resultados deste estudo, realizado com investigadores do Laboratório de Bioquímica do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina de Lisboa, foram agora publicados na edição de abril do Clinical Hemorheological and Microcirculation, conceituada revista científica.

A investigação consistiu em adicionar doses crescentes de hormonas femininas naturais e artificiais a sangue de homens e medir duas das principais alterações nos glóbulos vermelhos relacionadas com o fluxo de sangue: a agregação (se as células sanguíneas tendem a ficar mais juntas) e a capacidade de deformação (quando pressionadas). «A agregação não se alterou e a capacidade de deformação sim, mas não em todas as dosagens, somente em dosagens específicas», explica Paulo Luiz Farber. No caso das hormonas artificiais, estas comportaram-se de maneira semelhante às naturais, melhorando o fluxo do sangue somente em determinada concentração sanguínea.

Isto levou à conclusão de que «as hormonas alteram a capacidade de deformação das células do sangue, consoante a dose». A descoberta, salienta o médico especialista, pode explicar por que a falta de hormonas naturais na menopausa é suscetível de causar tromboses e doenças cardiovasculares nas mulheres, enquanto a concentração normal protege-as destas doenças. 

Ler o resumo do artigo